Musicalidade

Musicalidade para crianças: a infância e o estudo da música

Na vida das crianças, a musicalidade vem como ferramenta de apoio no aprendizado das disciplinas regulares

Música é lazer, entretenimento, arte. Por fazer bem ao corpo e à mente, estudar música é de suma importância para todos. Nesse sentido, a musicalidade pode proporcionar para a educação de uma criança inúmeros benefícios, como melhorar a concentração, auxiliar no desenvolvimento do raciocínio e a abertura a uma maior interação social. E o mais importante: não há pré-requisitos. Toda criança (e todo adulto também) pode vivenciar momentos de apreciação musical.

A música pode e deve estar presente na vida do ser humano – o que ocorre bem antes do seu nascimento, segundo o professor de música Júlio Pohlmann. “Estudos revelam que a música pode gerar sensações de prazer e tranquilidade num feto, além de ser um ótimo estímulo à criatividade para crianças pequenas”, aponta. Segundo o músico, apresentar uma criança ao universo da música pode ser visto como algo fácil de fazer. “É uma ponte que oferece o contato da criança com o mundo musical que já existe dentro dela”, complementa.

A musicalização pode ser definida como o “ano” inicial da música, e seu processo envolve um conjunto de atividades que incentivam a sensibilização e que alargam os conhecimentos musicais da criança de forma intuitiva e criativa.

“Outro ponto a ser visto é a aplicação da música como uma ferramenta para auxiliar no aprendizado das demais disciplinas de uma escola regular”, comenta o professor. Para ele, o estudo da música é muito flexível e, por conta disso, apresenta infinitas possibilidades de abordagem. “A musicalidade pode ser descoberta de diversas maneiras, como na cantiga de roda para a turminha do pré-escolar ou na criação de letras musicais a partir de temas trabalhados em classe”, exemplifica Júlio.

 

1 Comentário

  • Reply Via Setúbal Magazine 17 de novembro de 2017 at 16:02

    Parabéns Prof. Júlio, incentivando as crianças a terem bom gosto musical

  • Deixe um comentário